Agricultura e Tecnologia – Parte 2

As principais perdas  no Ciclo de Produção Agrícola

No Brasil e no mundo, vive-se um momento em que as exigências de mercado estão cada vez mais presentes e a disputa pelo crescimento sugere uma nova forma de trabalho. Sendo o Brasil um país de destaque no setor agrícola, fica indispensável o conhecimento e a aplicação de novas tecnologias para os produtores ávidos por soluções que possam assegurar maior produtividade com menor custo.

Garantir maior produtividade com menor custo e de forma a reduzir impactos ambientais é o desafio do agronegócio. Atualmente a tecnologia tem impulsionado nossa produtividade com muitos avanços nos métodos e ferramentas para acompanhar e tomar decisões em todas as etapas do ciclo produtivo, desde a preparação do solo até a armazenagem.

Entretanto, o número de perdas em todas as etapas do ciclo de produção é enorme e muitas vezes identificar todas elas é uma tarefa quase impossível. Muitas destas perdas encontram-se no meio dos processos. Neste artigo vamos abordar as principais perdas no processo de pesagem.

Perdas nos processo de pesagem e rastreabilidade das cargas

Temos inúmeras situações de perdas ao longo de todo o processo de armazenagem e conferências de peso.

  • Perda no transporte, podendo ocorrer vazamento de grãos desde a origem até o destino;
  • Perdas com desvios de cargas;
  • Processo de pesagem manual, ocasionando demora e tempo perdido: Esta perda consideramos uma das mais graves e que podem muitas vezes ocasionar as outras duas acima citadas. O processo manual de pesagem gera filas enormes de caminhões em espera, dificultando as manobras no pátio devido ao fluxo lento, tornando a balança rodoviária um gargalo. Isso gera grande transtorno a todos envolvidos ocasionando muitas vezes prejuízos devido ao tempo e custo desta longa espera para finalizar o processo de recebimento ou expedição das mercadorias.

 Mas por que será que ocorre a demora?

Devido ao processo ser parcialmente ou totalmente manual .  Dessa maneira ocorre a falta de algumas informações como: qual é a placa?  Qual é o cliente?  Qual é o produto?  Qual é o peso?  Quais são os descontos e qual é a NF?  Estes dados coletados e inseridos manualmente pelo operador no momento da pesagem pode proporcionar uma grande possibilidade de erro na digitação devido a pressão na etapa da pesagem em uma balança rodoviária. Muitas vezes a pesagem necessita ser executada novamente para correção de uma falha humana.

O reposicionamento do caminhão na plataforma devido ao tamanho limitado da balança rodoviária.   As dimensões dos novos caminhões e suas carretas atualmente são liberados por norma do CONTRAN de até 30 metros. Para a realização de uma pesagem em uma balança “pequena” utiliza-se muitas vezes alguns métodos e artifícios pouco ou quase nada confiáveis para que o fluxo de pesagem não seja interrompido.

Um exemplo muitas vezes utilizado é quando o eixo fica fora do limite da plataforma e é adicionado um calço para a tentativa de deixar todos os eixos dentro da plataforma de pesagem. Obviamente que com esse tipo de solução tem grande chance de haver interferências nas medições e a validação da pesagem não tem mais a confiança e a segurança garantidas.

Diferença de peso:  Muitas vezes as balanças rodoviárias podem estar descalibradas por falta  de manutenção preventiva.  A plataforma pode estar travada devido a excessos de resíduos causando interferência na pesagem com batentes desregulados,  travados e peças mecânicas ou eletrônicas com defeito por falta de verificações periódicas conforme o fluxo de utilização da balança. Em alguns sistemas é possível a inserção (digitação) de um valor de  tara. Mas como saber qual a tara verdadeira daquele caminhão?

Após a análise de algumas das perdas mais comuns em um processo de pesagem, ficamos com a certeza de que estamos perdendo produtividade no ciclo de produção.

Quanto custa todos estes desperdícios?

Hoje, a balança rodoviária Saturno Smart é a solução para todas estas perdas no processo, ajudando a maximizar os lucros para nossos clientes.

 

NÃO BASTA TER BALANÇA , TEM QUE TER INTELIGÊNCIA NA PESAGEM.

 

 

 

0 Comments

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *